Pela 5ª vez o mais influente da web em Goiás. Confira nossos prêmios.

Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351

Paula Nava

Consequências de uma alimentação desequilibrada

| 15.05.18 - 18:35

Goiânia – Sempre que nos alimentamos, diversas reações hormonais acontecem em nosso corpo podendo estar em equilíbrio ou não. Se comemos de forma errada muitas vezes, a produção desequilibrada de diversos hormônios costumam levar a distúrbios de saúde. O equilíbrio entre hormônios para promoção da sua saúde é alcançado pela combinação das quantidades e dos tipos corretos de Proteínas, Carboidratos e Ácidos Graxos (óleos e gorduras).
 
As primeiras pesquisas sob essa perspectiva foram realizadas pelo bioquímico Barry Sears, renomado cientista por seu trabalho no desenvolvimento de fosfolipídios patenteáveis para tratamento de doenças cardiovasculares. O próprio AZT utilizado no tratamento da AIDS utiliza seus fosfolipídios. Em 1984, Dr. Sears passou a utilizar os mesmos princípios bioquímicos do funcionamento dos medicamentos para induzir hormônios através dos alimentos. 
 
Ele encarou os alimentos literalmente como medicamentos com doses e combinações específicas para cada indivíduo de acordo com suas peculiaridades. Atualmente, Dr. Sears tem equipes que o representam em vários países realizando pesquisas e adaptando essa perspectiva alimentar para o perfil populacional e alimentar de cada local como aqui no Brasil.
 
Quando comemos alimentos fontes de carboidratos (massas, doces, tubérculos, frutas, legumes, etc), estes são convertidos em glicose, principal fonte de energia para nossas células. Porém, se consumimos carboidratos em excesso, a concentração elevada de glicose em nosso sangue pode trazer diversos problemas à saúde. Com isso, o hormônio insulina entra em ação para retirar o excesso de glicose do sangue.
 
O contrário, ficar sem reservas de glicose, também não é saudável, pois a glicose é a nossa principal fonte de energia. Quando isso acontece, nosso corpo libera outro hormônio antagônico à insulina, que é o glucagon, que sinaliza as células do fígado para reporem a glicose no sangue quando os níveis estão muito baixos.
 
O desequilíbrio diário entre esses hormônios ao longo do tempo é a principal causa de doenças crônicas entre elas obesidade, doenças cardiovasculares e diabetes, fato caracterizado por maus hábitos alimentares no decorrer da vida.
 
Você pode ter o controle 
O glucagon também é estimulado pelos alimentos que são fonte de proteína (carnes, ovos, laticínios e soja) e com um equilíbrio saudável entre proteínas e carboidratos em cada refeição, o seu organismo manterá os níveis de insulina e glucagon equilibrados, auxiliando não só no combate às doenças, mas também prevenindo diversos outros fatores que impactam diretamente na nossa qualidade de vida. Entendendo os mecanismos hormonais por trás dos alimentos faz com que a pessoa consiga ter o controle sobre sua saúde. Saiba levar um estilo de vida saudável e se sinta bem sem que isso cause um sofrimento.
 

*Paula Nava é Nutricionista Clínica e Esportiva, certificada pela Inflammation Research Foundation (IRF) e responsável técnica pela Zone Diet Goiânia.
 

Comentários

Clique aqui para comentar
Nome: E-mail: Mensagem:
Envie sua sugestão de pauta, foto e vídeo
62 9.9850 - 6351